Turismo
05/11/2020 21:24

Após um longo período de espera e muito trabalho para adequar o evento à nova realidade, o FESTURIS iniciou hoje (5) e segue até sábado (7) nos pavilhões do Serra Park, em Gramado. Esta será a primeira feira de turismo das Américas desde o início da pandemia, marcando a retomada dos eventos presenciais no Rio Grande do Sul. 

O primeiro ato foi uma benção nas alturas com um sobrevoo de balão, que antecedeu a solenidade de abertura realizada na noite desta quinta reunindo lideranças do turismo e autoridades.

Nesta edição o evento conta com mais de 4.000 inscritos e terá um papel importante no aquecimento do turismo no Brasil, que junto com os eventos foi um dos setores mais atingidos pela pandemia. E mesmo com o fechamento de fronteiras em muitos países, a feira continua com destinos internacionais confirmados como Suíça, Tailândia, Costa do Marfim, São Francisco, Mônaco e Seychelles.

Durante a programação, o FESTURIS receberá o selo como primeira feira “Covid Free” do Brasil, certificação internacional entregue pelo Instituto Brasileiro de Excelência em Saúde (IBES). Isso valida uma série de protocolos de segurança e medidas adotadas para a realização do evento. Além disso, sanitizações serão realizadas de tempo em tempo pela Imunizadora Hoffmann, deixando o ambiente seguro aos participantes.

A feira de negócios está com estandes montados e acontece nesta sexta (6) e sábado (7), das 12h às 19h. Antes disso, na parte da manhã, ocorre o Festuris Connection Meeting, evento de conteúdo que terá como tema a transformação do turismo.

Benção inédita nas alturas

Na tarde desta quinta um momento único marcou a abertura da feira. Uma benção nas alturas com o sobrevoo de um balão sob as dependências da feira e da cidade de Gramado. O balão foi tripulado pelo pastor Erlo Aurich, que das alturas abençoou o evento, a comunidade de Gramado e despertou a espiritualidade em um ato simbólico em prece e gratidão.

“Você não escuta a voz da natureza, mas por toda a natureza, céus e terras, está expressa a presença de Deus e também em nós, como a sua imagem e semelhança. Poder fazer um voo como este abençoando o FESTURIS e a nossa cidade é um privilégio. Estar no alto é algo inebriante, fantástico. Foi uma experiência única”, destacou o pastor.