Turismo
20/11/2020 12:37

O presidente da Abrasel Hortênsias, Felipe Andreis, afirmou que o aumento de casos de COVID-19 na região pode ter sido causado  pelas  eleições municipais e a movimentação das pessoas, contatos e reuniões.

“É necessária uma análise baseada nos fatos no que diz respeito ao aumento de casos de Covid-19 na Região das Hortênsias. Sempre que falamos em um assunto sério é de suma importância que toda e qualquer decisão seja baseada em fatos, se tratando de uma pandemia é necessário ainda mais cuidado para que a verdade e os fatos façam parte dos caminhos a serem seguidos, sempre com o objetivo que não se tome decisões erradas e precipitadas. 
Ressaltamos que desde a reabertura do setor gastronômico na região, agosto de 2020, os índices de contágio se mantiveram estáveis, ou em queda, conforme divulgação constante da mídia e pelos órgãos competentes”, disse Felipe.

Segundo ele, as eleições municipais ocorreram recentemente e houve antes, durante e depois do pleito diversos momentos de movimentação de pessoas. 

“Portanto alertamos para a necessidade de antes de qualquer decisão precipitada, recompor o  sistema de saúde para atender à atual demanda e que após de 15 dias nova análise seja feita, para que tenhamos novamente um cenário real. Junto a isso a prefeitura deve reforçar a fiscalização em todos as regiões a fim de garantir o cumprimento do protocolo atual. Entendemos que é preciso aumentar a conscientização da população e colocamos a Abrasel à disposição para colaborar nesse sentido”, pontuou Andreis.

O presidente da Abrasel declarou que não se pode responsabilizar e penalizar o setor da alimentação fora do lar. “O setor gastronômico vem sofrendo desde meados de março, tendo que se adequar a todos os protocolos de saúde, remanejar equipes, renegociar aluguéis e ter drasticamente o seu movimento diminuído em função da redução de capacidade de atendimento”, finalizou Felipe Andreis.