Politica
29/11/2019 15:24

O Partido Progressista de Gramado, pelo seu tamanho, possui mais de uma corrente. Uma delas está numa ânsia de voltar ao poder sem tamanho. E essa ala traz consigo um discurso arcaico, junto com candidatos que respondem a vários processos judiciais.

A outra ala representa a juventude, a inovação e é mais sensata. Possui visão de futuro e vários nomes novos, com empresários visionários. Mas essa turma não consegue ter voz, pois a ala dos “dinossauros” não aceita a ideia de dar lugar a novas cabeças pensantes.

Nomes como os de Márcio Coracini, Bruno Coleto e Eduardo Zorzanello nadam contra a maré, numa tentativa de serem reconhecidos como possível candidato a vice do ex-prefeito Nestor Tissot. Este faz parte da corrente mais radical e já declarou que é pré-candidato ferrenho à Prefeitura de Gramado no ano que vem. 

Nestor, além de responder a diversos processos e correr o risco de nem poder disputar o pleito, mostra que não mudou seu jeito “truculento” de ser. Segundo seus próprios correligionários, ele continua com o discurso de ódio e não dá espaço para opiniões que sejam contrárias às suas. 

Além disso, o ex-prefeito agora quer trazer outro “dinossauro” ficha suja para o pleito de 2020: Jeferson Moschen. Nestor andou afirmando que o ex-secretário de saúde, que também responde a processos na Justiça, será candidato pelo PP. 

Hoje, dia 29, o partido realiza uma janta para os filiados e simpatizantes, via adesão, na Sociedade São Luís, na Várzea Grande. O evento é mais uma prova do jeito ultrapassado de se fazer política. Os comandantes ainda não aprenderam que os tempos mudaram e que as próximas eleições serão decididas nas redes sociais, da mesma forma que já foi comprovado com a vitória do presidente Bolsonaro. Mas parece que a ficha desse pessoal não caiu ainda.

Tudo indica que os Progressistas vão voltar com o velho jeito de fazer política e com antigos e conhecidos nomes. Uma pena, pois se ouvissem a juventude, poderiam trazer algo novo e mostrar que aprenderam com a última derrota e que estão voltando com algo diferente para apresentar ao gramadense. Só que não!