Fedoca culpa oposição por não aprovar empréstimo na Câmara e diz que Corsan vai resolver questão do esgoto

Politica
14/02/2020 18:12

Um grupo de moradores do bairro Piratini esteve ontem, dia 13, no gabinete do prefeito de Gramado, Fedoca Bertolucci, solicitando melhorias para a comunidade. A visita foi acompanhada pelo secretário de Obras, Flávio Souza, e o vereador, professor Daniel (PT).

Um dos pedidos do grupo foi a execução da ligação entre os bairros Piratini e Prinstrop, o que contribuiria para a mobilidade urbana em Gramado. “Sabemos que vai aumentar o fluxo de carros dentro do bairro, mas é uma obra necessária para o município. Vai desafogar o trânsito no Centro da cidade”, afirmou o empresário Waldir Wille, morador do bairro.

O prefeito Fedoca Bertolucci disse que a obra estava assegurada nos planos da administração. “Espero que não ocorra nenhum retrocesso. Mesmo com a surpreendente decisão da Câmara de Vereadores, a gente vai tocar esta obra porque entendemos que ela é rigorosamente necessária para Gramado e para o futuro da cidade”, afirmou o prefeito Fedoca. Ele se referiu a rejeição, no Legislativo, do projeto de lei que previa a contratação de um empréstimo de R$ 35 milhões junto ao BNDES. Este recurso estava previsto para obras de infraestrutura na cidade, entre elas a ligação entre os bairros Prinstrop e Piratini.

ESGOTO

Outra demanda dos moradores do bairro no encontro foi a despoluição das cascatas Véu das Noivas e dos Narcisos, bem como a melhoria na destinação do tratamento do esgoto em Gramado, considerando que o Piratini é um dos mais afetados no município. 

Sobre isso, Fedoca disse que há um compromisso da Corsan (concessionária da captação e tratamento de esgoto, além do abastecimento de água) de apresentar um projeto que atenda as exigências da comunidade do bairro Piratini, como a despoluição do arroio.