Politica
11/02/2020 15:35

Os bastidores da política em Canela estão fervendo. Enquanto a maioria da população deseja que a chapa vencedora na última eleição de 2016 seja repetida, uma ala do MDB quer dispensar o PSDB do vice-prefeito Gilberto Cezar, e o PDT, para disputar o pleito de chapa pura, com Constantino Orsolin concorrendo à reeleição, mas tendo como vice, Vilmar Santos.

O vereador Jerônimo Terra Rolim (PSDB), desafeto político de Constantino e Vilmar, anunciou na tribuna da Câmara, na sessão desta segunda-feira, dia 10, que tem certeza de que o MDB vai de chapa pura. “Hoje foi a segunda sessão que os vereadores do MDB antecipam o pé na bunda do PSDB e do PDT. Eles acham que estão acima do bem e do mal”, disparou Jerônimo.

O vice-prefeito Gilberto Cezar afirmou ao blog que existem rumores de o MDB estar querendo ir para o pleito de chapa pura, mas que o prefeito Constantino não se manifestou sobre o assunto oficialmente. “O prefeito não conversou nada comigo. Existe um grupo pequeno no MDB que quer a chapa pura. Mas o prefeito sempre fala que quer manter o mesmo grupo. Então não sabemos ainda”, disse Gilberto.

Para ele, se o MDB for de chapa pura, a eleição ficará dividida. “Vai abrir a eleição e dividir grupos. Depois fica muito difícil vencer e governar. Se o atual grupo for mantido, fica mais tranquilo vencer a eleição e dar continuidade aos projetos”, frisou Gilberto.

Para um prefeito que passou todo o mandato pregando a pacificação da cidade, manter a mesma chapa é a coisa mais sensata a ser feita. Além disso, Constantino fica praticamente sem concorrência.

Mas se o MDB insistir em disputar a reeleição de chapa pura, a eleição na será tão fácil como eles imaginam. Tudo pode acontecer. E, no fundo, eles sabem disso.