Compromisso acertado em 2018 prévia que Rafael Ronsoni presidiria o Legislativo em 2019 e Rosi Ecker em 2020

Politica
02/12/2019 15:13

O acordo firmado entre os Progressistas, no final do ano passado, sobre quem seriam os presidentes da Câmara de Gramado em 2019 e 2020 deverá ser mantido. Apesar de muita polêmica para garantir que o vereador Rafael Ronsoni presidisse o Legislativo em 2019, o PP conseguiu fechar a questão em torno de Ronsoni, desde que a vereadora Rosi Ecker Shmitt presidisse a Câmara em 2020.

Parece que esse compromisso será cumprido. Rosi deverá ser a próxima presidente e Luia Barbacovi será o vice. O vereador Volnei da Saúde dece ser o Primeiro Secretário.  A Câmara pretende aprovar um novo Regimento Interno, que permita a eleição aberta por cargo, mas isso não deve ocorrer este ano. Deve valer ainda a eleição por chapa inscrita em votação secreta. 

A eleição que vai eleger a nova Mesa Diretora deve acontecer no dia 16 de dezembro, na última sessão do ano. Rosi precisará do apoio da vereadora Manu da Costa (PRB) para se eleger, uma vez que ela não deverá ter o voto de Rafael Ronsoni, seu desafeto político. Da mesma forma que Ronsoni não contou com o voto de Rosi, apesar de serem colegas de partido.

Ronsoni foi eleito por 5 a 4, contando com os votos dos Progressistas, exceto o de Rosi, e o da vereadora Manu. As bancadas do MDB e do PT não votaram no atual presidente.

Segundo informações de bastidores, Rosi deverá contar com o apoio da bancada de situação, pois seu nome não possui rejeição da maioria dos seus pares. Se isso ocorrer, a eleição de Rosi deverá ser de 8 a 1. Só não obtendo o voto de Ronsoni.