Policia
16/07/2021 22:07

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Porto Alegre, cumpriu no início na noite desta sexta-feira (16), em Gramado, mandado de prisão preventiva do cirurgião plástico Klaus Wietzke Brodbeck, suspeito pela prática de crimes contra a dignidade sexual.

A decisão foi proferida pela 2ª Vara Criminal do Foro Central da Comarca de Porto Alegre, após parecer favorável do Ministério Público. 

Desde a deflagração da primeira fase da operação, cerca de 83 mulheres procuraram a Polícia Civil para fazer denúncias contra o médico.

Segundo a polícia, após a publicação de vídeos em redes sociais pela namorada do investigado, diversas vítimas se sentiram coagidas. Foram registradas ocorrências policiais e instaurado inquérito, tendo a mulher sido interrogada na tarde de quinta (15).

Ele seria conduzido para a Delegacia de Polícia Especializada no Atendimento à Mulher da Capital, onde aguardará vaga no sistema prisional.

Conforme o advogado do cirurgião plástico, ele estaria em sua residência na serra gaúcha.

O advogado Gustavo Nagelstein divulgou carta aberta na tarde desta sexta-feira em que afirma que "Dr. Klaus Brodbeck vem se apresentando em tempo, contribuindo com todos os atos possíveis de modo a facilitar o esclarecimento das investigações em andamento". A nota diz ainda que "Dr. Klaus Brodbeck, se declara inocente de todas as acusações. E vem de todas as formas contribuindo incansavelmente com toda a investigação para, por fim reerguer a sua integridade profissional".

A Delegacia de Polícia Especializada no Atendimento à Mulher da Capital pode ser contatada pelos telefones (51) 98402-2495/98682-9585 ou pelo WhatsApp da Polícia Civil: (51) 98444-0606.

Fonte: Gaúcha/ZH